Mostrando postagens com marcador LÂMPADAS FLUORESCENTES. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador LÂMPADAS FLUORESCENTES. Mostrar todas as postagens

9 de novembro de 2013

O LIXO E OS SEUS “RISCOS



Adriana Teixeira Simoni

Não tenho a intenção ao trazer essa reflexão aos leitores de chamar atenção para o que a maioria das pessoas já sabe ou entendem a respeito de que há no lixo uma imensidão de germes e contaminações, essas que podem causar danos à saúde humana e comprometer a higiene ambiental. Pretendo ir mais fundo tentando trazer sua atenção diária e permanente aos resíduos que produzem e a forma e responsabilidade com que os descartam.

A maioria das pessoas também demonstra pelo lixo que produz tremenda repugnância e desprezo. Muitos a ponto de ignorar o tão explorado assunto RECICLAGEM. Fato é, que devido ao desprezo e a desconsideração de que esses resíduos produzidos a cada movimento proporcionado pela vida, que são gerados por cada indivíduo desde o momento que nasce até depois de sua morte, são sim de sua total responsabilidade até chegarem aos seus destinos adequados, salvo os bebes e os impedidos por razões físicas e ou intelectuais.

Por que devemos ter responsabilidade com nosso lixo até que chegue ao seu destino mais adequado? Simples mas com necessária atitude, pois, depende de você procurar primeiro saber dias e horários da coleta dos diversos tipos de   resíduos. Quais os dias e horários da coleta de lixo urbana se há coleta de residos orgânicos separada, se a cidade conta com cooperativas de reciclagem ou catadores que recolhem reciclagem combinando a retirada semanal em seu portão.  Você também deve se interessar em saber o calendário de coleta de “cata bagulho”, de podas de jardim, entulhos de construção e geralmente cada município tem uma quantidade máxima permitida e formas de dispor frente a sua casa. Sendo assim, primeiro passo: Buscar informação nos órgãos responsáveis evitando assim problemas e multas.

Quando você deposita seu lixo para coleta urbana é de suma importância verificar o horário que a coleta passa em sua rua, pois há épocas em que surgem no bairro animais perdidos e que com fome acabam rasgando os sacos de  lixos  espalhando e sujeitando você a riscos como ter nome e documentos e até mesmo email e telefone expostos. Se houver nesse lixo vidro ou garrafas quebradas, dá a oportunidade desse lixo se voltar contra você ou um vizinho na forma de uma arma fácil e oportuna a um bandido ocasional passando no momento em que você sai de sua casa distraído. São ocorrências bobas que muitas vezes pode colocar você  e sua família em risco.   

Exemplos de riscos não faltam, bem como imprudência e despreocupação de quem administra a retirada do lixo de dentro da residência. Outro item bastante preocupante que já foi manchete de noticiários e jornais num caso de homofobia na noite da capital paulista é a possibilidade de lâmpadas fluorescentes tornarem-se armas perigosas quando colocadas na lixeira da rua ou mesmo jogadas em caçambas de entulhos. Essas lâmpadas devem ser encaminhadas a coleta de lixo especial que há nos municípios e por vezes também em lojas que vendem esses objetos propiciando a logística reversa desses materiais onde a PNRS - A Política Nacional de Resíduos Sólidos atribui responsabilidades de pós-consumo aos fabricantes, distribuidores, comerciantes e consumidores finais. 

Sabe aquele velho ditado sobre não dar margem ao azar? Pois bem, vizinhos de um bairro bastante reincidente em pequenos roubos e assaltos e assaltos a mão armada também não tiveram nenhum receio em jogar na calçada bem próximo a casa, uma escada de madeira em condições um tanto comprometidas de uso, mas ainda com boa possibilidade de favorecer  a um meliante ocasional que  ora andando pela rua despretensioso seja  despertado ao visualizar a escada  como  facilitadora e assim  cometer um ato de violação em uma residência qualquer .

Não tenho a intenção de espalhar terror, mas sim consciência de que em nossa sociedade há uma parcela doente e sem escrúpulos, mas que com interesse do Estado, possuem possibilidade de  transformação.  Sendo assim quero alertar que não se amarra mais cachorro com linguiça e logo é importante tomar cuidado com o que se coloca pra fora de casa  em forma de lixo, descarte ou entulho. 

Nem tudo é visto só como lixo. Hoje o dito “lixo” tanto pode ser de valor a um ato impensável de um meliante, assim como pode ter valor expressivo para um catador de reciclagem. Onde a reciclagem de “lixo” levada a sério é um fator essencial à sustentabilidade. Porém, hoje encontrar um lixo considerado 100 % lixo é algo tecnologicamente falando muito difícil, pois se transforma em energia querendo, mas é infelizmente raro de se ver efetivamente sendo implantado como deveria e a Política Nacional de resíduos Sólidos - Lei nº 12.305/10 institui. Aguardemos!

Colabore, diminua os riscos, proporcione renda a famílias de catadores de reciclagem, proporcione uma cidade limpa, um ambiente saudável pra você e sua comunidade. Ajuste-se a um mundo consciente da necessidade de promover um viver sustentável para as atuais e futuras gerações.


Adriana Teixeira Simoni é Assistente Social com ênfase socioambiental, administradora do Blog Ideias Sustentáveis 

28 de dezembro de 2010

LÂMPADAS FLUORESCENTES : ECONOMIA, MAS E A RESPONSABILIDADE?

DÊ O DESTINO ADEQUADO PARA LÂMPADAS FLUORESCENTES  SEMPRE!


Adriana Teixeira Simoni

As lâmpadas fluorescentes são responsáveis por mais de 70% de toda a luz artificial em todo o mundo, mas consomem apenas 50% da energia necessária para iluminação, já que precisam de apenas um quinto da eletricidade que uma lâmpada comum precisa, isso veio aliviar muito o consumo de energia,  mas poderia ser ainda melhor.

Os gases armazenados no seu interior são muito prejudiciais ao meio ambiente, se forem lançadas diretamente em aterros, as lâmpadas contaminam o solo e, mais tarde, os cursos d’água, chegando à cadeia alimentar.

 Quando quebrada, o vapor de mercúrio pode contaminar e causar danos a atmosfera e também a saúde humana pois poderá  haver aspiração desse vapor de mercurio  alojando-se no pulmão  e causando vários dissabores, pois o mesmo  pode permanecer pelo local  onde vazou , por várias semanas. 

Apesar do impacto sobre o meio ambiente causado por uma única lâmpada ser desprezível, ainda assim, é necessário que se tenha e oriente a ter cuidados especiais para o seu descarte. Pois caso sejam depositadas muitas lâmpadas em um aterro ou lixão haverá grande evaporação de vapor e grande contaminação.

No Brasil  são descartadas 70 milhões  ao ano de lãmpadas fluorescentes, sendo que apenas 3% são encaminhadas aos destinos corretos , por tanto  se faz  necessária uma atenção dos governos municipais quanto a  responsabilizarem-se por apresentar meios para o  descarte e destino  adequados , pois em janeiro próximo entra em vigor nova lei sobre resíduos sólidos.

A norma ABNT NBR 10004,  trata dos resíduos sólidos e  define a periculosidade de diversos elementos e substâncias químicas, onde  as lâmpadas com vapor de mercúrio após seu uso estão incluídas nesta norma e são classificadas automaticamente como resíduo perigoso.

Por tanto todos os municípios devem ter uma coleta séria e uma população  bem orientada de como proceder o descarte ,  para que essas lâmpadas sejam encaminhadas as empresas que prestam serviços de descontaminação de mercúrio, e reciclagem do restante do material utilizado em sua fabricação.

Aqui no Brasil temos algumas empresas que fazem esse serviço:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...